Notícias

Informações especiais para a sua empresa

22/06/2020

Acontece no GBrasil

GBrasil apresenta nova diretoria, focada em garantir evolução ao mercado de contabilidade e consultoria

Em primeira matéria da série, conheça o Diretor do Comitê de Produtos, Maurício Gatti

Pamela Mascarenhas

Mesmo com todos reunidos apenas de forma remota, o GBrasil assegurou a eleição de sua nova Diretoria para o biênio 2020-2022, com o Presidente, Anderson Pedrosa, e novos Diretores. Os que assumem agora a gestão, no momento em que o mercado do mundo inteiro encara a necessidade de se reinventar, vêm justamente com o conhecimento e o compromisso de gerar valor para a área de contabilidade e consultoria, por meio de pesquisa e, principalmente, inovação, em conformidade com os avanços tecnológicos. A proposta é facilitar e melhorar o funcionamento do próprio grupo, dos associados e dos clientes. É seguir com o legado de oferecer serviços de excelência, acolhendo o novo, mas implementando tais mudanças de forma rápida, sem perder os passos nas novas formas de produzir e gerar resultado, conforme explica o novo Presidente Anderson Pedrosa, que é diretor-executivo da Contac, associada em Goiânia (GO), e responsável também pelo novo Comitê de Processos.

O GBrasil ganha cinco comitês, que se comprometem com diversas funções dentro da proposta de inovação. São eles os comitês de Produtos, Processos, Pessoas, Financeiro e de Tecnologia. Maurício Gatti, sócio da Gatti Contabilidade (GBrasil | Porto Alegre - RS), é um dos diretores eleitos e que vai coordenar o Comitê de Produtos. Gatti relata que a Nova Diretoria surge a convite da gestão anterior. Convite que foi logo seguido pela assembleia. “Foi bem natural, foi um convite do atual presidente com vistas a dar uma cara nova para o grupo, mantendo a excelência até aqui apresentada, mas tendo toda a autonomia para as inovações necessárias”, explica Gatti.

Esta matéria inicia uma série de outras, para apresentar o novo presidente e cada um dos novos diretores, detalhes sobre os Comitês e entrevistas com diretores de empresas associadas. Nesta segunda-feira (22),  o portal GBrasil publica o perfil do Diretor do Comitê de Processos, Maurício Gatti, para em seguida apresentarmos os perfis das diretoras Elizangela de Paula Kuhn e Alessandra Ribeiro e, por fim, do Presidente Anderson Pedrosa. O perfil com a entrevista do Diretor Financeiro, Reinaldo Silveira, será publicado em outra ocasião, por questões de agenda. Nas semanas seguintes, seguiremos com detalhes sobre cada um dos Comitês e daremos voz aos diretores de empresas associadas. Confira a seguir o perfil do Diretor Maurício Gatti:

 

Gatti busca inovar forma de apresentar produto contábil e de consultoria, em nova aproximação com o público geral

Diretor de Produtos do GBrasil fala sobre a necessidade de aproximar contato com os clientes, para que saibam o que a categoria pode e é capaz de oferecer

Nas últimas décadas, a gama de produtos e serviços que as grandes empresas de contabilidade e consultoria foram se especializando foi só crescendo, junto com as transformações do mercado global e do sistema tributário e financeiro. Para o cliente, contudo, pode ficar um pouco complicado compreender tudo o que pode contratar ou buscar saber com estes profissionais, seja qual for o tamanho da empresa que estiver liderando ou gerindo. É aqui, neste gap entre as complexidades com as quais este campo da Contabilidade lida e as necessidades urgentes de empresas, que entra uma das principais metas de Mauricio Gatti, novo Diretor do Comitê de Produtos do GBrasil: apresentar melhor os produtos ao público em geral, com cuidado e planejamento, para justificar e garantir valorização a todo o trabalho feito e ainda abarcar as necessidades de cada cliente.

Gatti é sócio da Gatti Contabilidade (GBrasil | Porto Alegre – RS), e acompanha as dinâmicas de uma empresa contábil desde novo. Antes de nascer, seu pai, Ivan Carlos Gatti, premiado profissional da área, deu início à empresa, nos anos 1960. Quando tinha 17 anos, entrou no curso de Contabilidade. Não a pedido do pai, mas porque se interessava mesmo por Matemática. Acabou servindo ao quartel e, por volta de 2000, quando já atuava na empresa desde 1997, se formou. Em 2002, o pai faleceu, e ele, então com 27 anos, assumiu o desafio de dar seguimento a um negócio já consolidado, conquistando a confiança dos clientes e funcionários, então mais velhos do que ele em grande parte.

bloco0090"Precisei ganhar a confiança dos funcionários, ganhar confiança dos clientes. Tive êxito”, conta Gatti sobre o desafio de assumir a empresa do pai, que foi um grande nome na área. Muito atento a todos os detalhes operacionais, hoje Gatti domina as atividades e processos de todas as áreas da empresa e busca se manter sempre atualizado de todas as novidades operacionais e de gestão.

Foi o pai de Gatti também que liderou a criação do GBrasil, junto com outros grandes empresários da área, em 1996, com a premissa de reunir algumas das mais conceituadas empresas contábeis do Brasil. Agora, aos 46 anos, Gatti assume uma das novas diretorias do grupo, a convite do novo presidente, Anderson Pedrosa. Nesta função, Gatti vai buscar principalmente fortalecer e agregar valor a um trabalho que envolve uma enorme quantidade de passos, tanto na realização de uma simples Declaração de Imposto de Renda de Pessoa Física para um cliente, quanto no atendimento a todas as obrigações e desafios que uma grande empresa de qualquer setor precisa lidar.

“Vamos tentar mostrar melhor o produto, que é complexo e muitas vezes difícil de se explicar aos clientes. Nós, profissionais, temos que de alguma forma mostrar para eles o quão importante podemos ser para a tomada de decisão em seus negócios”, prossegue Gatti, lembrando que, por vezes, o cliente pode até hesitar de pedir auxílio em um assunto específico, por não saber mesmo que poderia ter ajuda nisto. Daí a necessidade também, de acordo com Gatti, de investir não apenas na execução do trabalho, mas também na relação e na consultoria para o cliente.

O Diretor ressalta as várias mudanças implementadas no país por parte dos governos, em uma quantidade de exigências e obrigações muito maior do que há 20 anos. “Grande percentual do tempo de execução do trabalho do contador é para atender às diversas obrigações. Na minha visão, este é um grande problema no nosso mercado. Clientes não conseguem perceber todo este trabalho, que é complexo, de grande responsabilidade e quantidade de horas demandadas. Por consequência, acabam não valorizando os nossos serviços. Os clientes não recebem isto, quem recebe é o governo. Este é o ponto! E esta é a realidade de parte dos escritórios do país, de primeiro cumprir a obrigação, deixando de lado esta parte muito importante, que é a de organizar a relação e a consultoria ao cliente”, prossegue o Diretor, reforçando a importância de valorizar este serviço aos olhos do público em geral, até mesmo para que este possa compreender todo o auxílio com o qual pode contar.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER E RECEBA NOVIDADES NO SEU E-MAIL